Foto: Divulgação

Bicampeão da Copa Rio (2008 e 2012), o Nova Iguaçu voltou a Primeira Divisão do Campeonato Carioca após grande campanha e a consequente conquista do quarto título da Série B2 do estadual. Comandado por Carlos Vitor, o clube apostará em uma mescla entre jogadores experientes e jovens para fazer uma boa campanha no torneio, que começa no sábado (16).

O elenco do NIFC é composto por 28 jogadores até o momento. três deles (Vandinho, Rafael Tanque e Yan Suhet) chegaram ao clube em janeiro deste ano e são os reforços do time para o Cariocão de 2021. São quatro goleiros, três zagueiros, quatro laterais, seis volantes, três meias e oito atacantes.


Elenco:

Goleiros:
Luis Henrique, 41 anos
Werneck, 20 anos
Rodrigo Jardim, 19 anos
Kayky, 18 anos

Laterais:
Digão, 20 anos
Leonardo, 20 anos
Rafinha, 37 anos
Marcelinho, 17 anos

Zagueiros: 
Raphael Neuhaus, 29 anos
Gilberto, 24 anos
Mezenga, 19 anos

Volantes:
Anderson Kunzel, 30 anos
Abuda, 27 anos
Vinicius, 26 anos
Riquelme, 19 anos
Gabriel, 19 anos
Vandinho, 34 anos

Meio-Campistas:
Gustavo, 21 anos,
Dieguinho, 30 anos
Pedro China 19 anos

Atacantes: 
Luã Lúcio. 23 anos
Canela, 20 anos
Juan, 20 anos
Andrey, 19 anos
Ewerton, 19 anos
João Pedro, 19 anos
Rafael Tanque, 28 anos
Yan Suhet, 29 anos


Comissão Técnica:


A comissão técnica é composta por Márcio Henriques (preparador físico), André Luís (preparador de goleiros), Uélbio Bezerra (fisiologista), Moisés Lenine (fisioterapeuta) e Jorge Derlindo (massagista). O ex-jogador Andrezinho, que teve passagens por times como Flamengo, Vasco e Internacional (e que se aposentou no Nova Iguaçu em 2019) é o coordenador técnico da equipe. Carlos Vitor, integrante da comissão permanente de treinadores do NIFC e jogador do clube entre 1992 e 1999, é o técnico. Ele já comandou todas as equipes de base e o time profissional do Nova algumas vezes, como no Carioca 2019.


A opinião do treinador:


Em entrevista ao site do Nova Iguaçu, Carlos ressaltou a coragem e a humildade do grupo:

"O Nova Iguaçu é uma equipe briosa. São jogadores que disputam cada pedaço de terra. E nessa disputa o indivíduo está carregando a família dele, o melhor para a equipe, para a coletividade. Então, é de suma importância isso. Acredito que esse é um grupo muito forte para brigar por essa vaga. Mas não gosto de me precipitar nessa questão. Temos que trabalhar quieto, sem despertar ninguém. E fazer que é o mais importante: levar o Nova Iguaçu para o lugar que ele merece".

O treinador, conhecido como Cal dentro do Nova Iguaçu, também destacou a união do elenco:
‘Quando você consegue conciliar atletas experientes, profissionais com todas as letras, pessoas que são altamente comprometidas, envolvidas naquilo que fazem, isso faz com que você seja referência para os mais jovens. Lógico e evidente que isso é um somatório grandioso para o Nova Iguaçu, que é um clube formador.’

O Nova Iguaçu fará a sua estreia na Seletiva no Campeonato Carioca hoje, às 15h. O adversário será o Friburguense e a partida acontecerá no Laranjão, a casa do Orgulho da Baixada.

Acompanhe abaixo a análise dos outros times no Raio-X da Seletiva:

Americano
Cabofriense
America
Sampaio Corrêa
Friburguense


Texto de Lucas Ricardo
Matéria publicada em 16/01/2020, às 09:25

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.