Foto: Estevão Germano/ América MG

Há dois dias o America-RJ havia confirmado em suas redes sociais a contratação do técnico Givanildo de Oliveira. Aos 72 anos, o experiente comandante ex-Sport, Ceará, América-MG e tantos outros clubes do país, confirmou hoje (2) que problemas pessoas impedem sua vinda ao Mecão. Apalavrado para treinar a equipe no lugar de Álvaro Gaia, demitido após a derrota do clube na última rodada, Givanildo teria seu primeiro desafio como técnico em um clube carioca. 

Em nota, Givanildo explica o motivo da reviravolta: 

“Em toda minha carreira isso é a primeira vez que acontece comigo. Tivemos um problema com uma pessoa muito próxima e não tem como eu viajar. Estava tão animado em dirigir este grande clube, seria minha primeira vez no Rio de Janeiro. Peço desculpas ao torcedor por não conseguir essa caminhada junto ao clube, mas infelizmente é algo que não posso controlar”

O treinador confirmou ter um caso de COVID-19 com um familiar. Dessa maneira, optou por não assumir o trabalho no America. 


America age rápido e traz Josué Teixeira

Poucas horas depois, a equipe já fechou com o treinador Josué Teixeira. Nome conhecido no futebol carioca, conta com passagens por Nova Iguaçu, Americano e Macaé. Ele foi o comandante na conquista do Brasileiro da Série C, em 2014,  com o Macaé. Pela equipe de Campos, conquistou a Copa Rio, em 2018. Fora do estado, também foi campeão pelo ABC-RN, Sampaio Corrêa-MA, River-PI e pelo Al-Gharafa do Qatar. O treinador já assume no jogo desta quarta-feira (3), onde o America enfrenta o Sampaio Corrêa pela sexta rodada da Seletiva. Caso a equipe rubra ainda sonhe com a permanência na A1, só a vitória importa.


Texto de Gabriel de Oliveira 

Matéria publicada em 02/02/2021 às 17:00

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.