Foto: Divulgação / Pérolas Negras

O Pérolas Negras estreou no segundo turno da B2 enfrentando o Ceres, no último sábado (19), no Estádio do Trabalhador, em Resende. O time da casa não teve muitas dificuldades na partida. Venceu o Ceres por 1 a 0 e somou mais três pontos, que o mantém vivo na busca pelo acesso.

O jogo começou com o Pérolas mostrando bastante superioridade e criando várias oportunidades de gol, principalmente nas bolas paradas. Aos 7, Andinho cobrou um escanteio e o zagueiro Carlão cabeceou por cima do gol. No minuto seguinte, falta para o Pérolas Negras pela direita. Andinho cruzou rasteiro na área, mas a defesa do Ceres desviou para escanteio.

O time da Vivo Rio seguia pressionando. Quando eram 12 minutos, Andinho, cobrou novo escanteio e dessa vez foi Índio quem cabeceou por cima do travessão.

Com 15', foi a vez de Vitinho partir para o ataque: o jogador avançou em velocidade pela esquerda mas chutou cruzado nas mãos do goleiro.

Novamente Andinho voltava a aparecer na partida, dois minutos depois. Ao lado de Foguete e Guilherme, o meia era um dos principais destaques da equipe. Andinho mandou uma bomba de fora da área, que foi defendida pelo goleiro adversário.

A equipe do Ceres tinha muitas dificuldades para desenvolver seu futebol. Tinha números de posse de bola baixíssimos e com 29 minutos jogados, ainda não havia finalizado ao gol do Pérolas Negras. Só restava ao clube de Bangu se defender da pressão que recebia desde o início do jogo.

Aos 33', MV recebeu passe na esquerda, conduziu a bola para o meio e finalizou, mandando para fora. 

Não demorou muito e o Pérolas Negras teve a oportunidade de ouro do primeiro tempo. Andinho recebeu lançamento de Carlão, entrou por trás da zaga e foi derrubado pelo goleiro. Pênalti marcado. Quem foi para a cobrança foi Chula, que havia perdido uma penalidade contra o 7 de Abril, na semifinal da Taça Maracanã. Chula bateu e perdeu de novo, mandando a bola no travessão. Persiste o azar do Pérolas nas penalidades máximas, que perdeu as últimas três cobranças que teve ao seu favor.

Nos minutos finais da primeira metade da partida, mais uma oportunidade em cobrança de escanteio. Aos 46, Joel subiu de cabeça e mais uma vez a bola vai para fora.

Na segunda etapa, o time mandante manteve o mesmo controle do jogo que teve até então. E logo no primeiro minuto, partiu para cima do adversário. Andinho recebeu passe de Pietro, cortou para a esquerda e finalizou para fora.

Aos 3 do segundo tempo, mais uma boa jogada de Andinho, que jogou a bola na área. Índio cruza no segundo pau, porém a bola desvia na zaga e cruza toda a pequena área.

Aos 12, mais uma bola alçada na área. Cruzamento de Vitinho e Chula perdeu mais uma chance cabeceando para fora. Vitinho tentou de novo no minuto seguinte: entrou na área, driblou o zagueiro e encheu o pé. A bola desviou no defensor do Ceres e explodiu no travessão.

Depois de tanta pressão, finalmente a bola entrou, aos 14 minutos. O Pérolas Negras teve mais um escanteio ao seu favor e o camisa 5 Joel empurrou para a rede.

O Pérolas Negras termina a primeira rodada na quinta posição do Grupo A, empatado com o Queimados que é o sexto. O Alvinegro tem a mesma pontuação e o mesmo saldo de gols. Na classificação geral, o clube dos refugiados aparece na terceira posição com 17 pontos. Um a menos que o 7 de Abril, segundo colocado, e cinco atrás do líder Carapebus, que já está garantido na B1.

 O Pérolas Negras entra em campo na próxima rodada contra o Casimiro de Abreu, às 10h, fora de casa. O Ceres recebe o Queimados na Rua Bariri. As duas partidas ocorrem na próxima terça-feira (22).


Texto de Pedro Sodré

Matéria publicada em 21/12/2020 às 09:57 





  


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.