Divulgação: Americano FC

Faltando pouco mais de duas semanas para a estreia do Americano na Seletiva de 2021, a questão sobre as obras em seu estádio se torna relevante para acompanhar o progresso. No mês de setembro de 2020, um ano se completou desde que a Comissão de Obras foi estabelecida para construir uma nova casa para o Americano, sonho antigo da torcida desde a venda do Godofredo Cruz, em 2014. O prazo inicial de entrega era para agosto de 2020, mas segundo reportagem de Felipe Sáles do GE, essa data poderia ser estendida por mais 180 dias, levando o novo prazo para fevereiro de 2021.

Em notícia divulgada no site do Americano, em setembro de 2020, a Comissão de Obras e o seu presidente Octávio Fernandes tratam com otimismo o andamento da construção e a entrega em fevereiro de 2021. Algumas partes internas, como vestiários e banheiro, além da arquibancada, já estão quase prontos. A capacidade do novo estádio está prevista para oito mil pessoas, segundo a reportagem do GE.

O principal motivo para o atraso das obras foi a pandemia do COVID-19, o que causou uma paralisação e a redução do número de funcionários envolvidos. Mesmo com o otimismo da diretoria, dificilmente o Americano conseguirá usar o seu novo estádio na sua estreia da Seletiva, pois o jogo é no dia 16 de janeiro. No melhor dos casos, com sua nova casa sendo liberada para uso ainda em fevereiro, a equipe de Campos poderia ter duas partidas no estádio. Caso avance para a fase principal da Série A, a possibilidade de uso aumenta ainda mais se as previsões estiverem certas.


Confira imagens atualizadas do estádio em vídeo divulgado pelo Americano em seu perfil do Instagram:

Texto de Hugo Lage
Matéria publicada em 29/12/2020, às 16:00

Atualizada em 31/12/2020, às 11:58

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.