Foto: Divulgação / Nova Iguaçu


Teve Clássico da Baixada em uma das semifinais da Taça Corcovado. O Nova Iguaçu recebeu o Duque de Caxias no Laranjão, em uma partida que foi muito disputada. Os dois times jogaram de igual para igual, tanto é que o confronto terminou empatado.

O primeiro tempo começou com o Duque de Caxias tomando a iniciativa. Aos 5 minutos, George partiu pelo meio, arriscou de fora da área e a bola saiu à esquerda do gol. A equipe de Caxias tentava encontrar espaço pelo lado direito, fazendo triangulações entre George, o lateral direito Oziel e Alex Pixote. O Nova Iguaçu tocava a bola com paciência e esperava as melhores ocasiões para finalizar.

Aos 15 minutos, surgiu a primeira oportunidade de gol do Nova Iguaçu. Depois da cobrança curta do escanteio, Künzel cruzou, mas o goleiro Bruno saiu do gol e ficou com ela. 

O Laranja da Baixada tentava ganhar terreno e atacou novamente aos 20. Gustavo fez uma boa abertura para Caio que tocou para Vinícius no meio. O meia tentou um passe para Leonardo, mas a bola foi interceptada pela defesa.

O Duque reequilibrou as forças e foi recompensado com o gol quando o relógio marcava 24 minutos no primeiro tempo. Gonçalves recebeu a bola na esquerda, driblou um defensor e cruzou rasteiro para Vandinho, que driblou um defensor e chutou forte para o gol. 1 a 0 para os caxienses.

O gol animou o Tricolor, que foi para o ataque novamente aos 35. George cruzou, Edmario subiu bem alto mas cabeceou por cima do gol. No lance seguinte, o Nova Iguaçu deu a resposta: Gustavo chutou de fora da área. A bola foi para fora. Porém, o clube de Caxias vinha melhor. Tinha mais posse, era perigoso pelos lados e apostava em lançamentos para Alex Pixote. 

Em desvantagem na partida, o time laranja começou a pressionar nos minutos finais da primeira etapa. O Duque marcava forte pelo meio e impedia as infiltrações em sua defesa. Até que aos 47, saiu o gol de empate. Gustavo, batendo falta deixou tudo igual, 1 a 1.

Começou o segundo tempo e quem iniciou no ataque foi o Nova Iguaçu: Com 2 minutos, Raphael Carioca, pelo meio, mandou uma bomba e o goleiro Bruno defendeu. A segunda etapa, assim como a primeira, teve bastante equilíbrio entre duas equipes. O Tricolor de Caxias tentava criar jogadas pela esquerda, com Gonçalves e Maikon Aquino enquanto o Laranja da Baixada jogava nos contra-ataques.

Aos 14 minutos, o Nova Iguaçu teve uma grande chance: Raphael Carioca deixou Canela em boas condições para marcar. O jogador que havia entrado no intervalo no lugar de Caio Mello, bateu para o gol, mas Bruno fez grande defesa.

Na metade do segundo tempo o Duque de Caxias tentava pressionar, sempre pela esquerda, com Gonçalves e agora com Richard, que entrou no lugar de Maikon Aquino. O Nova Iguaçu era perigoso nos contra-ataques e apostava na velocidade de Raphael Carioca, que recebia lançamentos no campo ofensivo.

O tempo passava e Vandinho, autor do gol do Tricolor, perdeu mais uma chance com 34 minutos da segunda metade. Ele recebeu na entrada da área, pelo lado esquerdo, girou, mas chutou por cima.

O jogo chegava aos 40 minutos quando o Duque de Caxias teve uma falta a seu favor. Luan Donizete bateu bem, mas não contava com a grande defesa de Luis Henrique, que foi no ângulo esquerdo e espalmou para escanteio. 

A partida terminou com o resultado de 1 a 1 que foi favorável ao Nova Iguaçu. Os Laranjas tiveram a melhor campanha na Taça Corcovado e avançam para a final na qual irão enfrentar o Maricá, que venceu o Sampaio Corrêa por 2 a 1. O jogo decisivo será na próxima quarta (02), às 15h, no Alzirão, em Itaboraí.

Texto de Pedro Sodré

Matéria publicada em 29/11/2020, às 19:37

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.