Foto: Divulgação

Um grande problema no estádio Moacyrzao no fim de 2019 se arrasta até o início de 2021 e pode se prolongar por bastante tempo. O principal prejudicado nesse aspecto, a equipe do Macaé.

O estádio, que já foi casa de alguns dos principais clubes do Rio de Janeiro quando o Maracanã se encontrava fechado e palco do primeiro gol de Ronaldinho Gaúcho quando atuava pelo Flamengo, sofreu com uma forte ventania, que fez com que parte do telhado do estádio acabasse caindo no final do ano de 2019. Com esse incidente, o Macaé teve que mandar todas as suas partidas em outros estádios. Como se já não bastasse, no último dia 3, uma vistoria realizada no local pela defesa civil decretou a interdição do estádio fosse interditado. O motivo foi a falta de alambrados e de iluminação. Para completar toda a situação, o local foi alvo de furtos durante o ano de 2020 e em um desses momentos, teve sua fiação roubada.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


O secretário da cidade, Marvel Maillet afirmou que uma empresa está fazendo o levantamento do estádio.

- Já tem uma empresa, que está fazendo o levantamento para fazermos uma licitação o mais rápido possível, afirmou o secretário.

Diante de todos os problemas já colocados, o Moacyrzão precisa de uma reforma em suas cabines de imprensa. Com diversos problemas e um tempo curto, o Alvianil busca alternativas, tendo em vista a missão complicada que seria jogar sua primeira partida em 2021 em seu estádio.

Diante disso, a principal alternativa encontrada seria mandar suas partidas, em primeiro momento, no estádio Elcyr Resende, em Bacaxá. Vale destacar que o Macaé estreia no Campeonato Carioca, no dia 27 de Fevereiro, recebendo a equipe do Bangu. Até lá, o Macaé vai ficar sem casa.


Texto de Léo Ferreira
Matéria publicada em 14/01/2021 às 18:05

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.