Foto: Nathan Diniz 

Na última quinta-feira, o caso Emerson Carioca teve um desfecho. Atualmente na Portuguesa, o atacante tirou a roupa para celebrar um gol pelo Sampaio Corrêa-RJ, em dezembro de 2020, pela Série B1. De acordo com informações do GE, o pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), tribunal de última instância do futebol brasileiro, manteve a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ), que puniu o atleta com 8 jogos sem poder atuar. Emerson vinha atuando sob efeito suspensivo. 

Assim, o atacante não vai atuar contra o Fluminense, neste domingo, pela semifinal do Cariocão. Emerson é artilheiro do time na competição, com quatro gols. 


Sobre o caso

Pelo segundo jogo da semifinal da Série B1 do Carioca 2020, Sampaio Corrêa e Maricá empatavam por 1 a 1, resultado que dava a vaga ao Maricá. Aos 50 minutos, porém, Emerson Carioca marcou um gol heroico e garantiu a vaga para o Sampaio. Na comemoração, o jogador extravasou, jogou sua camisa longe e arriou o calção. 

Após o jogo, ele chegou a se desculpar por ficar nu. No julgamento da primeira instância, antes de chegar à Portuguesa, ele acusou parte da comissão do Maricá de atacá-lo com termos racistas e afirmou ter sido essa a razão para comemorar o gol daquela maneira. Apesar disso, foi enquadrado e punido com base nos artigos 257 (causar confusão generalizada - 6 jogos) e 258 (tirar a roupa - 2 jogos) do CBJD. 


Texto de Hugo Lage
Matéria publicada em 30/04/2021 às 21:30

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.