Foto: Caio Almeida

No último sábado (31), ocorreu a partida entre Artsul x Duque de Caxias, no Estádio Nivaldo Pereira, em duelo válido pela segunda rodada da Taça Corcovado.


PRIMEIRO TEMPO

Mesmo sendo visitante, o Duque começou melhor. Tendo a posse de bola e com um jogo rápido e envolvente, a equipe chegou a criar algumas oportunidades. 

Ao contrário do Duque, o Artsul preferiu apostar nas jogadas de contra-ataque, que não davam certo.

Não tivemos emoções fortes até o intervalo, pois o jogo desde o inicio se mostrou muito truncado, com muitas faltas e paralisações. Só no primeiro tempo, rolou 4 cartões amarelos.


SEGUNDO TEMPO

A etapa final começou totalmente diferente do primeiro tempo. Ambas equipes voltaram do vestiário com propostas iguais, se mandar para o ataque. Invertendo jogadas, buscando bolas cruzadas, tabelas e triangulações, esse foi o inicio da segunda etapa de Artsul e Duque. 

Em uma jogada pela esquerda com Gonçalves que cruzou para Rafael Tanque marcar, o Tricolor abriu o placar aos 17 do segundo tempo. Depois do gol do Duque, o jogo esfriou. O Duque começou a cativar o jogo, por causa do placar favorável e o Artsul, sem muito o que fazer, começou a tentar as jogadas pelas laterais. Até que aos 40 minutos, Tiago Amaral empatou a partida em uma jogada totalmente despredestinada.

Quando o jogo se encaminhava para o fim com o empate, aconteceu um desentendimento entre os jogadores Vandinho (Duque de Caxias) e Denilson (Artsul), que acabaram sendo expulsos. Com esse desentendimento, criou-se uma briga generalizada. Era pontapé, socos, voadoras... 

O árbitro, com esse briga, se viu na obrigação de caprichar nos acréscimos e deu 10 minutos. Mas acabou que o jogo, pós confusão, não conseguiu se desenvolver e acabou ficando por isso mesmo. Artsul 1x1 Duque de Caxias


Texto de Arnaldo Junior

Matéria publicada em 02 de Novembro de 2020, ás 20:15.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.