Foto: João Carlos Gomes

    Jogadores e comissão técnica do time vem enfrentando dificuldades desde a pré-temporada em Pinheiral, quando não foi feito pagamento da hospedagem do elenco. Treinavam em campos mal cuidados, não foram realizados os exames de sangue, não tinham uniformes de viagem ou ônibus fretados para os jogos, café da manhã foi cortado, o almoço de alguns jogadores não vinha sendo pago e faltavam até mesmo água e gelo para os treinamentos. Esses foram os cortes necessários para que se atingisse o valor da folha salarial mensal, o que não ocorreu. Outros clubes cariocas também foram vítimas, como quando o presidente de outro time barrou jogadores agenciados pela empresa.

    Depois de perder vários integrantes da comissão técnica, agora são os jogadores que começam a comunicar suas saídas do clube, depois de três dias seguidos sendo prometido o pagamento dos salários. O primeiro jogador a comentar o desligamento do clube foi o Paulinho.


Texto de Daniel Tenório

Matéria publicada em 15 de Outubro de 2020, ás 08:12

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.