Foto: Arthur Barreto/Duque de Caxias F.C.

Não foi um jogo bonito de se ver no Estádio Marrentão, na tarde de sábado (5). A forte chuva que fazia em Xerém, que perdurou durante o primeiro tempo, acabou comprometendo a qualidade técnica do futebol das duas equipe. O campo estava encharcado, repleto de poças d'água, por conta disso, não ocorreram tantos lances de perigo durante os 90 minutos.


A primeira chance de gol saiu aos 10 minutos e foi do Nova Iguaçu. Gustavo recebeu na esquerda, chutou cruzado e a bola foi para fora.
Aos 22, o Duque consegue se aproximar do gol do gol do Laranja da Baixada. A bola foi lançada para a área, George tentou chegar nela, mas Luis Henrique se antecipa e agarra.


No minuto seguinte, o Nova Iguaçu tentou apostar na velocidade de Raphael Carioca, que foi lançado no campo de ataque, mas acabou perdendo a passada e se atrapalhando com o campo molhado.


O time de Caxias tentava levar mais perigo e teve uma boa oportunidade aos 25. Após um cruzamento para a área, do lado direito, a bola passou por todo mundo e sobrou para Alex Pixote na esquerda. O atacante fez o passe para o meio para Rafael Tanque que por pouco não chegou.


Nos instantes finais do primeiro tempo, o Duque veio com tudo. Quando o cronômetro marcava 39 minutos, Pixote, de novo pela esquerda, cruzou para a área, Rafael Tanque chutou, foi bloqueado pela zaga e na sobra, Ronan arriscou o chute mas a bola saiu por cima do gol.


No segundo tempo, depois de ter sido dominado pelo time do Duque de Caxias, o Nova Iguaçu buscou equilibrar a partida e teve sua primeira chance aos 5 minutos. Raphael Carioca passou pelo meio dos zagueiros, entrou na área e bateu para o gol, porém o goleiro Bruno fez uma grande defesa.


Só que o Duque de Caxias também estava atrás do gol e conseguiu dois minutos depois: Douglas Pedroso lançou para a área. A bola parou na poça e enganou a zaga do Nova Iguaçu. Alex Pixote não perdeu tempo e mandou para o fundo do gol, abrindo o placar no Marrentão: 1 a 0 para o Duque.


Com 18 minutos da segunda etapa, a equipe laranja teve um escanteio ao seu favor. Após o cruzamento, Gustavo subiu de cabeça, mas a bola foi para fora.


Dez minutos se passaram e quem subiu ao ataque dessa vez foi o Duque de Caxias. Luan Donizete, que havia entrado no intervalo no lugar de George, dominou de fora da área e arriscou: o chute foi por cima do gol.


Os minutos se passavam, o jogo chegava aos 45 e o árbitro deu mais cinco minutos para a partida. E foi nos acréscimos que o Nova Iguaçu pressionou o time caxiense em busca do gol de empate. Aos 48, Dieguinho jogou na área, Vinicius cabeceçou por cima, tirando tinta do travessão.


A blitz laranja continuava: aos 50, Rafinha fez outro cruzamento e o zagueiro Edmário, que fez uma grande partida, cortou mais uma vez. A bola saiu pela linha de fundo. Com isso, o Nova ganhava um escanteio. Dieguinho fez uma cobrança curta para Rafinha, que lançou de novo na área. Vinícius cabeceou para o gol e a zaga do Duque de Caxias salvou em cima da linha. O Carrossel da Baixada insistiu, fez um novo cruzamento para a pequena área, mas o goleiro Bruno espalma e salva para a Águia de Caxias.


Mesmo com a pressão, não saiu o gol iguaçuano e o Duque terminou a partida com um ótimo resultado, que lhe dá a vantagem do empate no próximo jogo da semifinal, que acontece na próxima quarta-feira (9), às 15h no Laranjão.


Texto de Pedro Sodré

Matéria publicada em 06/12/2020, às 16:14 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.