Foto: Divulgação / Internet

Representantes dos 16 clubes da Série A do Campeonato Carioca se reuniram nesta quinta feira na sede da FERJ, no Maracanã, para definir as diretrizes e os primeiros movimentos para a organização da Série A do Campeonato Carioca do ano que vem. 

Ficou definido na reunião que o Campeonato Carioca de 2021 irá começar no final de fevereiro (imediatamente após o término do Campeonato Brasileiro, que será em 24 de fevereiro), e terá 16 datas, duas a menos que a edição de 2020. 

Além disso, os presidentes de Vasco e Flamengo (Alexandre Campello e Rodolfo Landim) estiveram presentes. Botafogo e Fluminense mandaram apenas representantes. O Americano de Campos, que disputa a seletiva, veio representado pelo seu presidente, Vagner Xavier e pelo vice de futebol, Carlos Abreu. 

Os 4 grandes estariam de acordo com uma proposta de pacificação, depois do racha ocorrido no estadual deste ano, quando Flamengo, Vasco e os outros 14 times pequenos se mostraram favoráveis a volta do futebol em plena pandemia, enquanto Fluminense e Botafogo foram veementemente contrários.

No mesmo encontro, também foram debatidas questões referentes aos direitos de transmissão do campeonato. Vale lembrar que a TV Globo rompeu o contrato que tinha com a FERJ por causa de discordâncias envolvendo o Flamengo (que chegou a transmitir alguns de seus jogos por conta própria usando como base a MP 984, a MP do Mandante, que muda a relação dos direitos de transmissão de eventos esportivos no Brasil).

Ainda não foi definido o formato, muito menos nem se sabe se terá ou não seletiva. Além disso, também está indefinida a criação da Série A2, anunciada em novembro do ano passado como a nova segunda divisão. Estas e outras questões devem ser discutidas em uma outra reunião na semana que vem.


Texto de Luiz Nascimento.

Matéria publicada em 30 de Outubro de 2020, ás 16:01. 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.