Foto: Carlos Albuquerque

A grande decisão da Taça Maracanã aconteceu nessa quarta-feira (16), às 15h, em Cardoso Moreira. O mando da partida era do Carapebus, equipe com a melhor campanha na fase inicial, contra o 7 de Abril. Ambos os times vinham de campanhas invictas para o duelo, empatados com as melhores defesas, três gols cada, e o Carapebus ainda tinha o melhor ataque, 21 gols anotados. A partida prometia muito e um empate levaria para a decisão por pênaltis.


A etapa inicial foi marcada por muito equilíbrio e empenho tático, além de grandes momentos técnicos. A equipe do Carapebus abriu o placar ao 15, em um chute de rara felicidade de Mamute. A bola foi direto no ângulo do goleiro, sem nenhuma chance de defesa. O empate do 7 de Abril não tardou e, menos de cinco minutos depois, Leandrinho igualou tudo com outro gol espetacular, quando acertou um lindo sem-pulo. O calor de 38 graus dificultou a manutenção do forte ritmo inicial. A partir dos 25, alguns lances pontuais surgiam, mas sem verdadeiro perigo para os goleiros.


O resultado parcial de 1 a 1 levaria a decisão para os pênaltis, dando ainda mais emoção para o que já era um bom jogo. Na etapa final, o ritmo começou morno, sendo o calor um fator preponderante para isso. De fato, ambas as equipes pareciam buscar jogo, mas o desgaste era muito grande. Mas quem conseguiu se impor foi o Carapebus. Se encaminhando para a metade final do segundo tempo, a equipe do noroeste fluminense anotou dois gols em sequência. Donavan, depois de roubada de bola, e Matheus Valentim, colocaram o 3 a 1 no placar. Parecia ser o resultado definitivo.


Após os dois gols, o 7 de Abril tentou reagir. Matheus Passarinho apareceu no jogo e deu um novo ritmo para a equipe auriverde. Em bela jogada pela ponta esquerda, limpou três jogadores e passou para Leandrinho que chutou no cantinho, sem chances para Bambu defender. O 3 a 2 deu um novo ânimo para o 7 de Abril, a equipe continuou sua pressão e quase empatou, mas Bambu estava em tarde inspirada no gol do Carapebus. Já nos acréscimos, Matheus resolveu a partida e deu números finais. 4 a 2 para o Carapebus, título da Taça Maracanã e o acesso para a Série B1 de 2021.


Agora é momento de ambos os times se preparam para o segundo turno da B2, especialmente o 7 de Abril. A grande campanha no primeiro turno credencia a equipe na luta pelo acesso para a B2 de 2021.

Texto de Hugo Lage
Matéria publicada em 16/12/2020 às 19:30



Comentários
* O e-mail não será publicado no site.