Foto: Marcos Freitas/Agência Mirassol


No estádio José Maria de Campos Maia, a Cabofriense foi derrotada ontem (22) pelo placar de 2 a 0. Dessa vez, a equipe não fez uma partida tão boa como no primeiro turno, quando venceu os paulistas por 3 a 1 no Alair Corrêa.

No primeiro tempo, o Mirassol dominou a partida, tendo várias oportunidades de gol. Aos 8 minutos, Vinícius arriscou de longe e a bola passou por cima do travessão.

A Cabofriense teve uma grande chance em seguida. Aos 10 minutos, Silas partiu pela direita, viu Jefferson adiantado e chutou de longe tentando encobrir o goleiro, mas a bola bateu no travessão.

O Mirassol respondeu quando o cronômetro marcava 16 minutos. Eduardo fez um bom avanço pela direita, cruzou para o meio da área, porém não chegou nenhum jogador para concluir.


A Cabofriense teve uma cobrança de escanteio aos 23. Feitosa subiu de cabeça com perigo, mas a bola saiu.

Aos 32 saiu o primeiro gol do Leão do interior de São Paulo. Depois de um lançamento de muito longe, a zaga do time de Cabo Frio afasta parcialmente, e na sobra, o zagueiro Danilo Boza do Mirassol estufa a rede. 1 a 0 para a equipe da casa.

A Cabofriense levava mais perigo na bola parada. Em falta cobrada por Gama, aos 33, Felipe cabeceou, e o goleiro Jefferson fez a defesa. O Tricolor Praiano ganhou confiança e teve um momento de abafa. Silas cruzou e o zagueiro Patrick fez o corte mandando para escanteio. Dois minutos depois, a bola rondou a área do Mirassol, a zaga tentou cortar sem sucesso, na sobra, o goleiro Jefferson salvou uma finalização dentro da pequena área, afastada no rebote pela defesa.

A Cabofriense voltou melhor no segundo tempo, mas a primeira grande chance foi do Mirassol. Com 5 minutos de bola rolando, Cassio Gabriel recebeu na entrada da área, chutou para o gol e o chute explodiu na trave.

Aos 7, Erik Bahia ficou na cara do gol. Tentou driblar o goleiro que deu um tapa na bola e dificultou a sequência da jogada. Na sobra, o zagueiro do Mirassol fica com ela. No lance seguinte, uma boa triangulação Tricolor. De Coutinho na direita, para Silas, no meio e a jogada foi terminar na esquerda com Erik Bahia. Erik, de costas para o gol, fez o giro e chutou rente ao pé da trave.

O Mirassol só foi entrar na partida novamente aos 14 minutos do segundo tempo. O lateral esquerdo Luiz Henrique cruzou para a área para Vinícius, que cabeceou para fora.

A Cabofriense continuou tentando empatar. Mascote havia acabado de entrar no jogo, no lugar de Coutinho e no seu primeiro toque na bola, recebeu o passe, disparou em velocidade, bateu no canto esquerdo e por muito pouco não fez o gol.

Perto do fim da partida. O Mirassol fez uma boa troca de passes. Fabrício tocou para Lucas Silva que estava bem posicionado na área. Ele tentou driblar o goleiro que o derrubou com os pés. O juiz marcou pênalti. Fabricio, que tinha feito a assistência, bateu e fez 2 a 0 para o Mirassol.

A vitória deixou o Leão do interior de São Paulo na vice-liderança isolada do grupo A7 da Série D com 25 pontos. Dois a menos que a Ferroviária. Seu próximo adversário é o Bangu, que não tem mais nenhuma pretensão no campeonato. A Cabofriense, também já garantida na próxima etapa. Está em terceiro, também com 25 e joga contra o lanterna Toledo na última rodada da primeira fase.

Texto de Pedro Sodré

Matéria publicada em 23/11/2020 às 11:42

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.