Foto: Bruninho Volotão

Pela 12ª rodada do campeonato brasileiro série D, a Cabofriense fez 7 a 0 no Nacional-PR, no estádio Correão. Os gols foram marcados por Pedrinho (3), Coutinho (3) e Sillas.
O jogo contou com um domínio amplo da Cabofriense do início ao fim. 

Logo aos 6 minutos de jogo, Sillas recebeu cruzamento de Ryan e de cabeça abriu o placar, mesmo com a vantagem, a equipe carioca não diminuiu o ritmo e chegou a ter duas ótimas chances com Pedrinho e Coutinho aos 15 e 18 minutos, respectivamente. Aos 26 minutos a jogada aérea resultou novamente em gol, Pedrinho cobrou escanteio e Coutinho subiu mais que a zaga e testou no canto esquerdo para ampliar. Quando parecia que não teria mais emoções na primeira etapa, Natan roubou a bola no campo de defesa, avançou em velocidade, tirou o zagueiro da marcação e tocou no meio para Pedrinho, praticamente livre e sem goleiro, só ter o trabalho de empurrar para as redes. Dois minutos depois, aos 44, Jackinha roubou a bola e tocou para Pedrinho em velocidade ganhar do zagueiro e retribuir o presente para Coutinho tocar para o gol.


Com uma grande desvantagem no placar, o Nacional voltou para o segundo tempo preocupado em não levar mais gols e sair com uma situação desastrosa da partida, mas a tática não durou nem 30 segundos. Sillas recebeu na direita e cruzou para Pedrinho pegar rasteiro e de primeira para marcar o 5º gol. Cinco minutos depois, o Nacional errou troca de passes pelo meio e Coutinho se aproveitou da falha e tocou para Pedrinho chutar na saída do goleiro e marcar mais um. E não parou por aí, no fim do jogo ainda deu tempo de Rhuan que havia entrado no segundo tempo, tocar para Coutinho e dar números finais a partida, 7 a 0 Cabofriense.


Com o resultado, a Cabofriense assume a liderança do grupo 7, com 25 pontos. Já o Nacional, com a derrota, se mantém na vice-lanterna do grupo, com apenas 5 pontos.

 Na próxima rodada, a Cabofriense irá até SP visitar a equipe do Mirassol, a partida será dia 22, 19h. Já o Nacional recebe o lanterna do grupo, o vice - campeão paranaense de 2019, Toledo, no dia anterior, as 15h.

Esta é a terceira maior goleada nesta edição da Série D, a segunda no grupo 7 (A Ferroviária havia goleado o Toledo no primeiro turno por 8 a 0). A maior goleada desta edição também foi o recorde da própria Série D: São Caetano 0x9 Pelotas, há cerca de um mês.

Texto de Léo Ferreira

Matéria publicada em 13/11/2020 às 21:05

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.