Foto: Caio Almeida/Bangu

Dois tabus envolviam o jogo entre Bangu x Botafogo, válido pela terceira rodada do Campeonato Carioca de 2021: o Alvirrubro nunca havia ganho um jogo no Estádio Nilton Santos e também não derrotava o Botafogo há mais de 18 anos, desde janeiro de 2003. Nenhum deles foi quebrado na noite de ontem (13). Em um jogo de poucas chances de gol, o resultado acabou sendo um empate em 0x0.  

O jogo, realizado no Estádio Nilton Santos mesmo com o mando do Bangu, começou da forma que se esperava: um Alvirrubro mais recuado (Marcelo Marelli armou o time em um 4-5-1, apostando nos contra-ataques), e um Botafogo que tinha mais posse de bola, tomando a iniciativa de atacar. O problema é que o Alvinegro até tentava, principalmente pelas laterais, mas parava na defesa bem organizada do Bangu: a primeira exceção aconteceu aos 12, quando o lateral-esquerdo David Sousa deu um bom passe longo para Ênio. O camisa 36 dominou da forma que deu, driblou os zagueiros banguenses Israel e Fandinho e bateu pro gol, mas acabou finalizando muito mal.  

Muito recuado nos primeiros minutos do jogo, o Bangu só subiu ao ataque aos 15 minutos. Aos 18, após jogada pela lateral, o lateral-direito Digão passou para o meia Geovani, que arriscou de longe e obrigou o goleiro Douglas Borges a espalmar pro canto, na melhor chance alvirrubra no jogo. O primeiro tempo ainda teria outro lance de destaque antes do seu fim: em cobrança de falta, a bola foi lançada para a área e o zagueiro alvinegro Marcelo Benevenuto desviou em um cabeceio que passou perto da trave, aos 33.  

Iniciando o segundo tempo com um Botafogo mais intenso e um Bangu disperso, sofrendo com a parte física (assim como nos dois jogos anteriores), sem conseguir acelerar o jogo. Aos 4, Marcinho recebeu, foi até a linha de fundo e tocou para Matheus Babi, que rolou para Matheus Frizzo. Livre na entrada da área, o volante bateu de primeira e a bola passou à esquerda da meta alvirrubra.   

Muitas vezes o Bangu atacou com com dois jogadores (o atacante Jean Carlos e algum dos meias), e acabou desperdiçando uma boa chance com Alessandro Scheppa, aos 6. O atacante, ex-Botafogo, recebeu a bola antes da intermediária e acelerou pelo meio, sem ser incomodado: apesar de ter ao menos duas boas opções de passe, ele optou por bater direto pro gol — a bola, porém, acabou subindo e passando longe da baliza. Se o Alvirrubro falhava nas poucas oportunidades que tinha, o Botafogo até levava perigo (mas sem exigir grandes defesas) nas bolas paradas e em falhas pontuais da zaga banguense, em lances que quase sempre começavam nas laterais do campo. A melhor oportunidade (e a melhor defesa) da partida, nasceu assim, não por acaso.  

Aos 21, o atacante Davi Araújo disparou pela esquerda e cruzou para a área. Paulo Henrique deu um tapa para o meio, o lateral-esquerdo Dionatan tentou cortar (mas acabou se enrolando) e a bola parou nos pés de Matheus Nascimento. O camisa 9 do Botafogo também se enrolou e furou em um primeiro momento, mas conseguiu finalizar meio que sem jeito — coube ao arqueiro do Bangu evitar o gol. Paulo abriu os braços, a bola bateu no seu ombro e acabou saindo em escanteio. Dali até o apito final, pouca coisa aconteceu: o Botafogo seguiu com dificuldades para criar e executar as finalizações, abusando de cruzamentos, enquanto o time da Zona Oeste continuou não conseguindo criar jogadas, além de desperdiçar contra-ataques importantes no final do segundo tempo (apenas Rochinha, que entrou no segundo tempo, desperdiçou 2). Não teve jeito, 0x0.  

Em que pese a falta de inspiração ofensiva de ambos os times, cabe destacar a organização defensiva banguense, que conseguiu segurar o ataque alvinegro, inspirado nos jogos anteriores (8 gols em 2 jogos). O destaque do Botafogo também é defensivo: o time não sofreu gols nos 4 jogos da temporada de 2021.  

O empate da noite de sábado deixou o Bangu na 6° colocação, dentro da zona de classificação (5°- 8°) à disputa da Taça Rio, com 4 pontos. O próximo jogo do Bicampeão Carioca acontecerá no próximo sábado (também às 21h05), contra o Fluminense, no Maracanã.  

Enquanto isso, o Botafogo perdeu a chance de assumir a liderança e é o 3°, com 5 pontos — o Alvinegro, porém, ainda pode ser ultrapassado por Boavista e Volta Redonda, que jogam neste domingo (14). Seu próximo adversário será o Vasco, em clássico que acontecerá em São Januário, às 18h do próximo sábado, dia 20.  


Texto de Lucas Ricardo

Matéria publicada em 15/03/2021 às 13:30 ⁣

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.