Foto: Jhonthan Jefferson

 Na tarde de hoje (04/09), o Audax enfrentou o Gonçalense no Estádio do Trabalhador, em Resende, pelo jogo da volta da grande final da série A2, e a equipe de Miguel Pereira vence o jogo com um placar confortável de 3x1, no agregado 5x2, com gols de Henrique, Wesley Bolinha e Marreta e conquista o título da 2º divisão do Rio de Janeiro juntamente com o acesso para a elite do Rio de Janeiro após ficar 7 anos fora.


O 1º TURNO: DE ELIMINADO A CAMPEÃO


A ESTREIA: EMPATE AMARGO E SEM GOLS

O Audax enfrentou o Sampaio Corrêa pela primeira partida da série A2 e acabou empatando em 0x0, uma partida muito atípica do se transformaria a equipe durante a competição, mas era 1 ponto fora de casa, no começo da competição, então havia o que se comemorar.


ECONOMIA DE GOLS NA ESTREIA, GOLEADA NA PRIMEIRA VITÓRIA

Já no 2º jogo da equipe, o Audax enfrentou o Macaé e aplicou uma goleada por 6x0, sendo os gols marcados por Fidel (2x), Eberson, Sorriso, Sabão e Tiago Amaral. Uma atuação impiedosa e segura.


A PRIMEIRA DERROTA: SEM TEMPO PARA COMEMORAR A GOLEADA

O Audax mais uma vez não conseguiu conquistar um bom resultado jogando fora de casa e dessa vez perdeu por 1x0 para o America com o gol do lateral Polegar. Uma partida em que o ataque não funcionou.


A CLASSIFICAÇÃO: LIDER E VITÓRIA FORA DE CASA

Diferente do começo, onde o Audax enfrentou muita dificuldade fora de casa, a classificação veio após derrotar o Angra dos Reis, no Jair Toscano, por 1x0 com gol do Sorriso. Vitória e liderança garantida, tudo pronto para enfrentar o Americano...ou Friburguense.


A ELIMINAÇÃO, RUMO A FINAL!

O Audax inicialmente enfrentou o Americano e perdeu por 1x0 com gol do zagueiro Espinho, no Estádio do Trabalhador, e após derrotarem a equipe de Miguel Pereira foram enfrentar o Artsul na final e o titulo ficou com a equipe de Nova Iguaçu...

Entretanto, uma reviravolta no tribunal decidiu revogar a decisão anterior de punir o Friburguense com a perda de 6 pontos, por escalar jogador irregular, que tirou a equipe da semifinal da Taça Santos Dumont, e com isso, teve que ser refeita a semifinal contra o Audax, só que dessa vezes contra o Friburguense, e o resultado foi 3x0 para o Audax com 2 gols de Wesley Bolinha e 1 do Fidel.


É CAMPEÃO! E VAGA NA FINAL DO ESTADUAL

Com todos os imbróglios judiciais, vamos para mais uma final do mesmo turno, Artsul x Audax no Nivaldo Pereira. Um jogo que foi muito brigado, de muitas faltas, mas apenas isso em excesso, pois a partida termina sem gols, então a decisão vai ser definida nos pênaltis novamente, será que o cenário vai se repetir e o Artsul vai ganhar? Bom... Não foi o que aconteceu, vitória do Audax por 5x4.


Foto: Jhonathan Jefferson


2º TURNO: FINALISTA, MAS NÃO CAMPEÃO


VITÓRIA CONTRA O "CAMPEÃO"

Até esse momento, o Artsul era o campeão da Taça Santos Dumont, então o primeiro confronto da equipe era pegar o vencedor do turno na estreia da Taça Corcovado, e o desafio foi superado com êxito, uma vitória por 2x0 fora de casa com gols de Giovanni e Sorriso.


CLASSIFICAÇÃO INVICTA

O Audax já classificado, enfrentou o Americano, no Estádio do Trabalhador, buscado garantir a invencibilidade e liderança, e conquistou com êxito após empatar em 1x1 com gols de Sorriso e Paulinho.


HORA DA REVANCHE

Artsul e Audax se enfrentaram novamente e dessa vez pela semifinal da Taça Corcovado, logo após o Artsul perder o titulo para o Audax, mas pela segunda vez termina empatado, 1x1 com gols de Marreta e Bruno Santos, porém, dessa vez o time de Miguel Pereira tinha a vantagem do empate fazendo que avance para a final podendo ser campeão duas vez em um jogo só (Taça Corcovado e do Estadual), além de conquistar o acesso, já que o clube também foi líder da classificação geral.


DERROTA AMARGA E GONÇALENSE FAZ HISTÓRA

Com novo comando, o Gonçalense faz um segundo turno muito melhor que o primeiro e consegue vencer o Audax por 2x0 com gols de Magé e Lucas Amorim fazendo com que os planos do Audax de encerrar a competição ali mesmo não dê certo e fazendo com que tenhamos uma final do estadual. Após fazer história conquistando seu primeiro titulo na história, o Gonçalense vai em busca da primeira vez na elite.

Foto: Jhonathan Jefferson

A GRANDE FINAL! DE VOLTA A ELITE APÓS 7 ANOS


JOGO DE IDA: VITÓRIA EM CASA E VANTAGEM PARA A VOLTA

Em um confronto muito aguardado, expectativas altas, duas grandes equipes, mas infelizmente uma partida sem transmissão e sem público. No Alzirão, o Audax sai na frente ainda no primeiro tempo com o volante Lucas Santos que termina assim mesmo os primeiros 45 minutos, 1x0 para os visitantes, mas no começo do 2º tempo, o Audax amplia com Sorriso, o artilheiro da competição, aos 76, Lucas Amorim diminui para dar esperança para o torcedor Gonçalense, e a partida termina assim mesmo 1x2. E o Audax vai para a volta com a vantagem do empate.


JODO DO TITULO: VITÓRIA TRANQUILA, TITULO CONQUISTADO E ACESSO GARANTIDO.

No Estádio do Trabalhador, o Audax conseguiu o titulo após ganhar com um resultado tranquilo de 3x1, os gols foram marcados por Henrique, Wesley Bolinha e Marreta. Esse é o primeiro titulo da 2º divisão carioca do Audax e que após longos 7 anos de espera, a equipe retorna para a prateleira de cima do futebol do Rio de Janeiro.


TIME BASE: Cucato (Cleiton); Rossales, Anderson Carioca (Lucão), Zé Romário, Diego Maia; Lucas Santos (Eberson), Wesley Bolinha, Giovanni, Henrique; Sorriso e Fidel. Tec: Robélio Cavalinhos Schneiger


Texto de João Victor

Matéria publicada em 04/09/2021, ás 22:25

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.