Créditos: Leandro Ferreira/Americano FC

A aproximação entre Americano e Goytacaz parece ser cada vez mais sólida no extracampo. Durante coletiva feita nessa quarta-feira (30), no CT Eduardo Viana, o presidente do Alvinegro, Vágner Xavier, falou sobre a necessidade dos dois clubes cooperarem fora do campo, mantendo a tradicional rivalidade apenas no gramado e nos jogos. Fora deles, é preciso que ambas as equipes se aproximem para fortalecer o futebol da cidade. Um dia antes (29), em reunião entre Vágner e Dartagnan Fernandes, presidente do Goytacaz, membros da G7, empresa que gerencia o futebol do Goyta, as negociações para que o Americano use o estádio Ary de Oliveira e Souza, o Aryzão, durante a Seletiva caminharam bem e a possibilidade está cada vez mais próxima de se consolidar. 

O Aryzão já foi visitado por Caé Cunha, técnico do Americano, e Luciano Portela, dirigente de futebol do clube, que ficaram muito satisfeitos com as condições do gramado. Está previsto que nessa segunda-feira (4) uma proposta seja feita para o Goytacaz. Assim sendo, ela deve passar pelo Conselho Deliberativo do Alvianil durante a semana. A ideia é que o Americano alugue o estádio para seus jogos, pagando uma quantia determinada pelo Goytacaz. Essa opção é a mais viável, pois facilita a questão logística, além de já ter a aprovação do treinador alvinegro para as condições de jogo.

Segundo já foi noticiado pelo Cariocado, e apurado pela Folha 1, outras possibilidades para o Americano são o Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira, e o Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé. Ambos dependeriam do aval das respectivas prefeituras, além de obrigarem o clube a viajar para outra cidade. A estreia da equipe de Campos na é no dia 16 de janeiro, como mandante,contra a Cabofriense.

Preparação continua no Americano

A equipe mantém sua preparação no CT desde o início do mês de dezembro e tem seu elenco quase fechado, depois de muitas contratações feitas para a competição que está por vir. Segundo divulgou o jornalista Matheus Berriel, da Folha 1, o time conta com 30 atletas para a Seletiva 30 atletas: 

Goleiros - Hugo, Victor Brasil e Gustavo Baioco

Laterais-direito - Felipe Pacajus e Marcos Bahia;

Zagueiros -  Clemente, Weverton, Jordan, Gonçalves e Espinho;

Laterais-esquerdo - Paulo Vitor e Digão; 

Volantes - Anderson Domingues, Matheus Lira, Tiago Corrêa, Paulo Vitor e Matheus Gama;

Meias - Santos, Ninho, Dioguinho e Júnior Araújo;

Atacantes - Sorriso, Kim, Rafamar, Jeffinho, Pepeu, Felipe Zuca, Nathan, Di Maria e Lucas Duarte. 

Dessa lista, apenas Junior Araújo está lesionado e treinando separadamente. A diretoria avalia se é necessário contratar alguém para suprir essa ausência na função de meia. Ainda é avaliada a possibilidade da contratação de um atleta para compor o plantel na posição de meia. Caso se classifique, na Seletiva, segundo o Folha 1, novos reforços podem chegar.

Durante a coletiva dessa quarta-feira (30), Caé Cunha deixou claro que tem como objetivos principais a classificação na Seletiva e alcançar a fase semifinal do Campeonato Estadual. Apesar de entender que essa fase preliminar é de um nível muito alto e que as equipes chegadas da B1 estão em um ritmo diferente, ele acredita no bom trabalho do Americano.

Como forma de chegar com ritmo de jogo, o Americano marcou uma série de jogos-treino. No primeiro deles, derrotou o sub-20 do Paduano por 4 a 1 no primeiro jogo-treino. Ainda deve disputar mais dois: domingo (3), às 10h, contra o Lusiânia-DF; e no próximo sábado (9), sem adversário definido, mas possivelmente será contra o Carapebus.

Texto de Hugo Lage
Matéria publicada em 02/01/2021 às 19:30

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.