Foto: Lucas Merçon FFC

Na noite da última quarta-feira, o Fluminense visitou o Santa Fé e venceu por 2x1, gols marcados por Fred para o tricolor e por Daniel Giraldo para os mandantes. A partida contou com a expulsão de Egídio pelo Flu, e a equipe de Roger Machado precisou segurar a pressão da equipe de Bogotá nos 30 minutos finais. Para a partida fora de casa, o técnico mandou a campo uma equipe mais experiente com a dupla Nenê e Fred. E a opção deu certo, logo aos 5 minutos do primeiro tempo, Nenê deixou Fred na cara do gol com uma assistência magistral e o Don abriu o placar. Depois do gol, o Flu baixou suas linhas de marcação e apostou nos contra-ataques para tentar chegar ao segundo gol. A estratégia deu certo e o Santa Fé pouco criou, parando na zaga e no goleiro Marcos Felipe. 

Com a vantagem, a equipe voltou do intervalo disposta a matar o jogo e logo conseguiu, no primeiro minuto, com o segundo gol de Fred – esse foi o 21º gol do atacante na competição sul-americana e o 185º com a camisa tricolor. A jogada foi criada por Egídio pelo lado esquerdo e o camisa 6 colocou na cabeça do Don que apenas testou para baixo. O

 Flu adotou a mesma estratégia para barrar o ataque do Santa Fé, mas não funcionou no segundo tempo. Aos 6 a equipe mandante diminui o placar com Daniel Giraldo. Com o gol, a pressão aumentou o e a defesa do Flu começou a bater cabeça e a contar com grandes intervenções de Marcos Felipe. Destaque positivo no ataque e negativo na defesa Egídio foi um dos protagonistas do – positivamente e negativamente. Se no ataque foi peça fundamental, na defesa o jogador deixou a desejar e fez duas faltas levando cartões amarelos e consequentemente o vermelho. 

A partir de então os mandantes alugaram o campo ofensivo e Marcos Paulo fechou o gol. Primeiro com Jersson González e depois com Cabelerr,o que cabeçou no fim do jogo, e Marcos Felipe fez uma defesa espetacular garantindo os três pontos do Flu. 

Melhor início de um técnico no tricolor 

A vitória na Colômbia foi importante para o Flu e foi valiosa para o técnico Roger Machado. Nos 11 primeiros jogos da temporada sob o comando de Roger, o Tricolor alcançou oito vitórias, dois empates e uma derrota, aproveitamento de 78,8%. Assim, o treinador anotou a mesma campanha que Abel Braga, em 2017, e Renato Gaúcho, em 2014, melhores começos de ano de técnicos do Flu desde 2001. Com a vitória, a equipe de Roger assumiu a liderança do grupo D com 4 pontos (mesma pontuação do River Plate). Agora o Flu troca a chave e foca no Campeonato Carioca onde enfrenta a Portuguesa no domingo (02/05) às 16:00hrs. Pela Libertadores a equipe volta a campo na quinta (06/05) às 19:00hrs contra o Junior Barranquilla na Colômbia.  


Texto de Pedro Vinicius
Matéria publicada em 30/04/2021 às 21:40

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.